Miguel Arrobas

Olá, o meu nome é Miguel Arrobas e a verdade é que não sei bem como me apresentar! Talvez digno de alguém que “mete muita água”.
Pois é, tenho quase 43 anos, e quase todos eles passados dentro de água, primeiro nas piscinas e nos últimos 15 anos, nos mares, rios e barragens de Portugal e de algumas outras regiões do nosso planeta.

Depois de ser olímpico em Barcelona 1992, naquilo que foi a concretização de um sonho, tinha eu 17 anos, e de em 1994 ter deixado de “contar azulejos”, fiz vários desportos e houve mesmo um ano em que não fiz nada. Do polo aquático ao jiu jitsu foram algumas as tentativas de continuar a concretizar-me pelo desporto, e foi preciso um ano quase totalmente parado, para que eu me decidisse a fazer natação em águas abertas e a sonhar com as grandes travessias mundiais e mais umas tantas ultra maratonas aquáticas.

Das mais emblemáticas em Portugal, recordo as travessias da Madeira às ilhas Desertas, das Berlengas e dos Farilhões a Peniche, nos Açores, da ilha de São Jorge à ilha do Pico e desta última para o Faial e não contente decidi ir do Faial ao Pico, do Porto Santo à Madeira, sem esquecer a já distante travessia a nado de toda a Barragem de Castelo de Bode.
Internacionalmente, o Canal da Mancha, com melhor tempo mundial de 2008, o Estreito de Gibraltar ou a volta à Ilha de Manhattan, e as duas travessias na Tunisia entre as Ilhas kerkennah e Sfax (Golfo de Gabes) e do Lago Bibane (já perto da fronteira com a Líbia).

Objetivo dentro de água: Completar as “Oceans Seven”  e a Triple Crown

Sou ainda triatleta nas horas livres e participo desde a sua primeira edição, no Circuito Nacional de Bodysurf.
Mas nem tudo pode ser água…. A meio da minha vida encontro um curso de Direito, estando há já quase 18 anos inscrito na Ordem dos Advogados, sendo ainda sócio de uma sociedade de advogados.

Suspenso desta atividade para exercer funções públicas na Câmara Municipal de Cascais, é entre esta vila onde trabalho e Sintra (Colares) onde vivo que vou fazendo o resto da minha vida.
E deixei para o fim aquilo que ocupa a primazia nas minhas prioridades. É que desde 2003 que sou pai, e gostei tanto de o ser que atualmente tenho…. 7 filhos. 4 rapazes e 3 raparigas, numa casa cheia de barulho mas feliz.

Há muitos que acham que essa é a minha verdadeira loucura, que nadar horas e horas pelo mar fora, não são nada comparados com 7 filhos! E olhem que eu acho que quem diz isso está pleno de razão.

A ver vamos se consigo gerir tudo isto, mas de uma coisa eu tenho a certeza, a vida vale tanto a pena, e há que vivê-la em pleno!
Objetivo fora de água: Ver crescer esta grande família e que, com a minha mulher saiba ser capaz de os ver crescer!
Um abraço a todos e se quiserem conversar apareçam!

Miguel Arrobas